quinta-feira, 20 de maio de 2021

1 ano depois...

Quinta-feira, 20 de Maio de 2021, me sento aqui após 1 ano da minha última postagem. Que ano doido foi esse, quanta coisa aconteceu... senti necessidade de descarregar aqui essa carga levemente pesada!!!

Os dias continuam estranhos, tiveram dias que não tive nenhum trabalho e uma fagulha de medo foi ascendida e teve dias de tanto trabalho, fiquei quietinha e focada nas minhas edições e atenção aos clientes, sem poder dar atenção as outras coisas. Aquela falta de equilíbrio marota que tira qualquer um do eixo, especialmente se a pessoa for organizada como eu. Coisas fora do controle me desestabilizam. Mas aí eu pergunto: "O que de fato está no nosso controle agora?"

Aqui sobrevivemos ao EAD, passamos por todos os estágios, teve o medo de virar "meme" e ter uma fala ou imagem captada em vídeo durante a aula, teve choro de frustração de menino lidando com essa nova forma de estudar, teve estresse de todos os lados... daí veio a calmaria pós tempestade, tiramos de letra, nos organizamos, menino voltou a sorrir nas aulas, Arthur, o metódico, até colocava o uniforme para fazer as aulas online, rs. Bateu alívio e eu entendi que se adaptar é diminuir as cobranças e aceitar esse "novo". Tudo ficou mais claro depois disso. E então agora, depois de um longo tempo eles voltaram para a escola no presencial.

De vez em quando vem um bilhete da escola dizendo que alguma atividade não foi feita. Eu assino "Ok" e penso comigo que tudo bem, a Vida não está cobrando lição de casa, ela está cobrando que estejamos bem, essa deve ser a meta que importa agora. Eu respeito a posição da escola e não faço exigências com relação á nada. Minha cabeça está feita, não tem mais volta, não há nota no mundo nesse momento que me faça fazer pressão sobre os meus filhos com relação á boas notas agora. Eu ando vendo o quadro como um todo e tudo que eu quero nesse momento é que eles façam a coisa certa, deem o seu melhor na medida do possível, passem bem por esse processo e caso não consigam fazer tudo, que não se sintam culpados por isso 

Eu ando muito observadora e ando vendo como as pessoas estão com os nervos á flor da pele. Eu estou com os nervos a flor da pele!!! Até a minha gata Dorothy, anda com os nervos a flor da pele, deu para brigar com os gatos da vizinhança que costumam vir aqui no nosso quintal. É só tufo de pelo voando pra lá e pra cá quando vou lá separar a briga! Justo ela, tão cool e sensata! Não está fácil pra ninguém.

Os meus planos de preparar a casa para o Outono/Inverno, algo que sempre gosto de fazer todo ano, foram abandonados. Ainda não comprei um tapete novo para a sala e tb está sem cortina, pois enjoei da antiga e doei sem pensar. Há uma lata de tinta lá no quartinho, esperando para ser usada no lado de fora da casa, mas "cadê o ânimo?" .Porém, todo dia eu acordo cheia de planos de pintar parede, de manta nova para o sofá, de pendurar quandros novos, etc... eu sou esperançosa até em tempos de crise! Nesse momento estou na mesa da cozinha, escrevendo, tomando meu leite quente no silêncio da manhã e olhando os puxadores do armário e já pensando em mudar eles. Será tédio ou excesso de criatividade acumulada... Sou um caso perdido...

Ando fugindo dos problematizadores e das polêmicas. Tenho minhas fontes de informação, leio sobre as notícias e política, porque é um tópico inevitável, aliás comecei a seguir uma galera nova e muito esclarescedora mas... prefiro a Paz de não ter que debater nas redes sociais cada notícia que vejo. Essa Paz ninguém me tira. Veja bem, não estou me alienando, estou me preservando. As minhas convicções estão sempre comigo e quando tiver que usá-las eu usarei! Quem busca conhecimento de fato, não precisa provar nada pra ninguém!

Teve maratona de filmes, e gosto de ressaltar que são filmes antigos e fora da "bolha" Netflix. Há uma infinidade de filmes não explorados por aí e eu adoro esse desafio. Teve uma tentativa frustrada de aprender macramê, que eu não desisti, apenas dei uma pequena procrastinada! Vou colocar na parede da minha cama, que está meio triste, branca e vazia. O macramê vai alegrar o ambiente.

Enfim... tanta coisa acontecendo, tanta coisa há ser dita e feita, mas hoje encerro por aqui.

Fiquem bem 



5 comentários:

  1. Angélica Rodrigues20 de maio de 2021 16:52

    Oi querida! É sempre bom ter notícias suas! Fico feliz de todos estarem bem, na medida do possível, mas bem, isso é o que importa.

    Sempre que possível, nos mande notícias!

    Abraços!

    Ange

    ResponderExcluir
  2. Oi Elzinha! Tudo bem?
    Estava com saudades das suas postagens...sei bem o sentimento que te envolve, não está sendo fácil.
    Me vejo um pouco neste texto. Aqui ta uma correria e uma loucura, nunca foi tão nítido os dias passando não é?
    Mas, creiamos que tudo irá passar...e nossa liberdade do ir e vir será recuperada.

    Quando tiver tempinho programe um post, nem que for 1 por mês rs

    Bjs

    Dri :D

    ResponderExcluir
  3. Elza, que saudade eu tava de você por aqui <3

    ResponderExcluir
  4. Ola Elza. Que bom rever suas postagens. Também estou ausente a tempos mas quando voltei aqui foi o primeiro lugar que voltei quando escrevi semana passada. Que alegria hoje vir aqui e ver seu post.
    Ano dificílimo e creio que ainda com muitos desafios mas só queria dizer aqui da minha alegria e der voltado e ter visto você também voltar.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  5. ai que delicia no domingo a tarde nublado poder ler seu post <3
    estava fazendo terapia e uma das coisas que falei pra ela foi exatamente isso, que gostava de ficar mais quietinha, se saber de tantas noticias e tantas coisas, e que ela falou foi que nesse momento, o foco é se manter bem, mesmo que muitos possam achar alienação, se isso te mantem saudavel é o que vale.
    por aqui evito ver noticias, tenho mergulhado em series e filmes levinhos, e com varios projetos acumulados também rs,
    vamos tentando ficar bem na medida do possivel, e torcendo pra que tudo acabe logo.
    um beijo Elzinha <3

    ResponderExcluir