sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Nas Montanhas... Post completo

2020 começou para nós aqui, de maneira muito serena. Se 2019 foi um turbilhão de sensações e inquietudes, (mas não me leve á mal, muitas coisas boas no caminho também), eu precisava começar o ano quebrando esse ciclo e fazendo diferente. Assim que passou a virada do ano, nós nos aventuramos em nossa primeira experiência em um chalé, lá no friozinho das Montanhas de Monte Verde. A intenção era exatamente essa, ter um refúgio para começar o ano com um respiro por dentro, sabe?!


O Hotel Fazenda Itapuá, foi o escolhido. Um lugar muito bonito, bem cuidado e cercado por natureza. Não gente, não é publi, é apenas o relato de uma boa experiência!
A decisão de ir para um Hotel Fazenda, foi pensada nos meninos também, afinal eles tem 8 e 11 anos e a ideia de dias de férias para eles, fechados em um chalé, chega a ser crueldade. Portanto, atividades como piscina, passeios á cavalo, trilhas, foram muito bem vindas.


Nós saímos de casa, em um dia quente. Foi só chegar nas proximidades de Minas Gerais, caminho á Camanducaia, que o clima mudou drasticamente. Foi um alívio imediato. Na subida da serra, encontramos chuva, o que nos preocupou um pouco. E assim foi nosso primeiro dia lá, de muita chuva mesmo. Não vou mentir e posso dizer que ficamos realmente tensos, pois tudo que a gente tinha planejado corria o risco de não acontecer.


O chalé era puro charme. Bem rústico, do jeitinho que a gente gosta. Fomos muito bem recebidos por todos. Também fomos recepcionados por muitos "doguinhos" na Recepção balançando o rabinho quando viam a gente chegar. 

Mas esse primeiro dia foi de muita chuva e de descanso obrigatório mesmo. Nos chalés não tem Wi-fi, portanto foi uma noite de filmes e desenhos na tv mesmo, até a hora de jantar. O Hotel possui 2 restaurantes dentro do local. Um de comida caseira e outro de comida alemã. Caso você não queira ir para o Centro da cidade. Os pratos vieram com porções generosas. A lasanha é tão grande, que pode ser servida para dois.


A chuva continuou a noite toda, confesso que pedi muito á Deus para que a chuva parasse um pouquinho. Toda essa tensão com a chuva deixou a minha noite agitada e atrapalhou meu sono.
Assim que o dia amanheceu, a chuva parou e um Sol tímido apareceu, aliviando nossas preocupações.


Chegou o momento preferido de toda viagem: o Café-da-manhã! E que café mais maravilhoso foi esse. Tudo fresquinho e feito lá mesmo. Inclusive o iogurte, bem grosso e cremoso.


Depois do café, fomos explorar. Aproveitamos para fazer de tudo um pouquinho. Arthur e marido foram andar a cavalo, Thomas e eu ficamos juntos esperando no parquinho. Mais tarde o Sol foi generoso com a gente e saiu de vez. Pedi para os meninos se sentirem gratos e aproveitarem bem o dia.




Terceiro e último dia de viagem. Teve mais passeio á cavalo, porque o Arthur adora de verdade, Thomas passou horas na rede da varanda e assistiu seu desenho favorito "Urso sem Curso". E logo veio mais frio e chuva fina. Fomos para a cidade passear um pouquinho mesmo assim.






E assim voltamos pra casa, com um respiro para receber o Ano Novo 

2 comentários: