sexta-feira, 9 de abril de 2010

Que revoltante!!!


Para ser bem sincera, não achei que um dia eu iria colocar algo de tão mal gosto nesse blog, que foi criado com carinho para monstrar somente o belo, o bom, inspirar e dar prazer á quem venha me visitar. Mas não seria eu, se eu não dissesse apenas algumas palavras sobre o que acabei de assistir. Vi pela internet durante os últimos dias, sobre a entrevista do assassino Guilherme de Pádua no programa do Ratinho e confesso que ontem, mesmo sabendo que ela aconteceria, não assisti! Não era nenhum motivo pessoal, não costumo assistir ao programa do Ratinho, independente das "atrações". Eu só tinha 12 anos na época e foi um daqueles acontecimento que ficam na cabeça, a gente nunca mais esquece...
Mas como minha curiosidade tem força maior em mim, vi a entrevista agora cedo pelo YouTube.
Fiquei revoltada! Senti arrepios! Olhar para aquele "sujeito" me deu um sentimento de raiva e desprezo, ele ria (isso mesmo), ria em vários momentos e se passava por vítima o TEMPO TODO, ignorando o fato de um dia, ter matado alguém de forma tão cruel. Que revolta que isso me deu! Revolta de ver um homem com um passado marcado como o dele, agora ir na televisão e ainda se portar como homem de bem na sociedade.  Que lástima...me revolta o fato dele usar a igreja para ser "alguém importante no mundo "sobrenatural"  (palavras dele, muitas sem sentido). Não sou evangélica não, mas é muito fácil se apoiar numa instituição e ter todos os seus pecados perdoados, não? Usar Deus para se livrar da própria consciência? Deus deveria ser somente motivo de perdão sincero!
Que fique claro, que não o estou julgando pela vida dele, mas pelo o que ele fez um dia e parece ter se esquecido. Ele nada mais é, do que um assassino que ficou insano e acredita ser outra pessoa, alguém bondoso e inocente! É louco e louco a gente interna! Não pode viver em sociedade, não pode estar entre pessoas normais, não dá valor a liberdade, pois a tinha e foi capaz de cometer um crime.
Talvez se outro Guilherme tivesse aparecido ontem, alguém arrependido, que foi atormentado pela consciência, ciente do que fez em busca de perdão, ia ser ao menos tolerável, mas não esquecido! Me revolta mesmo, ver que ele ainda não acredita que seja culpado e que sim seja vítima da sociedade, um coitado que foi perseguido inocentemente, isso sim me revolta!!!
Toda sua postura no momento da entrevista foi patética, ele não respondia as perguntas, usou as "ameaças" do Twitter para não dizer absolutamente nada, ria demais para quem foi lá dizer sobre um assunto tão sério,
citou palavras da bíblia...resumindo, em 1 hora de entrevista não disse nada, só enrolou! Queria mesmo era usar esse tempo para aparecer. Só faltaram as lágrimas falsas, mas elas jamais virão, pois ele é inocente, não é mesmo?
Eu acredito em perdão sim, mas para aqueles que realmente sentem o arrependimento, aqui, não me parece o caso!!! Se a Lei o fez sair da cadeia com ficha limpa e tudo mais, resta então confiar na justiça divina.
Peço desculpas pelas minhas palavras, talvez eu esteja me levando pelos sentimentos, talvez muitos não concordem, mas, eu tinha que dizer, ser ouvida, pois é muito triste que tenha ido ao ar "entrevista" tão vazia, tão sem sentido, na verdade não deveria existir entrevista alguma, não podemos dar espaço, ibope, para aqueles que não merecem. E esse sujeito, merece é o esquecimento!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário